quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Resenha – O sol negro – O retorno das sociedades secretas do vril - M.C. Pereda

Livro: O sol negro - O retorno das sociedades secretas do vril



Sinopse


Uma trama envolvente baseada em sociedades secretas que ressurgem no Brasil quando muitos acreditavam que tivessem sido apenas um mito na história entre o fim da Primeira Guerra Mundial e o desfecho da Segunda, cheia de fatos históricos aceitos ou controversos. Muita ação, suspense e romance, tornam “O Sol Negro” único em sua narrativa ousada, direta e sensorial. Em 2011, trabalhando como Diretora de Pesquisa Científica em uma indústria farmacêutica de capital germano-americano, a Dra. Maya Angel introduzia às suas principais colegas de trabalho noções sobre o que ela chamava de “a real história do mundo”, a qual era diferente da contada oficialmente nos livros de história. Muito do que ela apresentava às amigas eram informações e personagens provenientes de sociedades secretas, consideradas por ela como mais “positivas” e focadas no bem da humanidade. Em meio a isso, ela narra a história de Francis Bacon como sendo um dos dois filhos escondidos da Rainha Elizabeth I, apontado também como o real escritor das obras de Shakespeare. As vidas de Francis Bacon e Walter Raleigh são brilhantemente mescladas com a do mago real, John Dee, o qual em 1578, juntamente com eles e Francis Drake, o principal pirata da Rainha, escondem em um poço de uma ilha do Canadá, na Nova Escócia, cristais poderosos conhecidos como as “Chaves de Enoch”. Estes cristais eram as chaves para o domínio da poderosa energia Vril, tão procurada pelos nazistas entre 1939 e 1945. Em meio a assassinatos cometidos pela Seita Vril, liderada pelos alemães que a ressurgiram em São Paulo tal qual era na época de Hitler, surge uma caçada pelos cristais que leva a Dra. Maya e seu novo amor, David Bacon, pertencente a uma sociedade secreta com boas intenções intitulada Sociedade Thule, a resgatar os cristais, antes que eles caíssem em mãos perigosas. Assim, desesperadamente, Maya, David e seus amigos, seguem por vários locais e sítios históricos nas Américas, culminando com o resgate de David Bacon em 12 de Dezembro de 2012, no platô de Marcawasi no Peru, após terem conseguido ativar os cristais, assim gerando uma grande transformação, tanto no planeta como na vida deste casal.


Resenha



O sol negro é o primeiro livro de uma trilogia.
Logo no início da trama somos apresentados a protagonista Maya, uma farmacêutica no ramo de cosméticos e completamente fascinada por sociedades secretas, durante um jantar com a amiga Ana elas estão conversando sobre conspirações quando um homem se aproxima e se apresenta com David Bacon e alega ter ouvido a conversa delas aproveitando para convidá-las a participarem de um grupo que também se interessa por esses assuntos.
Semanas depois David e Maya se encontram casualmente em um parque e eles acabam descobrindo muitas coisas em comum e David a convida para jantar começando assim a surgir um clima entre eles.
Quando Maya vai à casa de David para jantar ela fica impressionada com a decoração e acaba encontrando um gerador vril. O vril é uma suposta energia ou magia usada por uma sociedade secreta que teve um membro muito famoso “Adolf Hitler”, esta energia era alcançada através de meditação, orgias e até sacrifício de crianças. A energia vril é capaz de curar ou ferir, levitar objetos e transportar para outra dimensão.
David e Maya irão descobrir muita coisa juntos sobre o vril e terão que embarcar em uma grande aventura para impedir que o vril caia em mãos erradas.    
Um livro recheado de informações sobre teoria de conspirações, história, sociedades secretas que eu nem sabia que existiam que me foram de enorme aprendizado e enriquecimento cultural, apesar de ser um livro de ficção ele contém muitos fatos reais.
Muita ação, suspense, romance, ciência, história e ficção que resultou em livro com uma trama envolvente e comum final de tirar o fôlego. Gostei muito da trama e estou aguardando ansiosamente pela continuação.
Recomendo a leitura a todos que se interessem por assuntos como ciência, história e sociedades secretas, é um livro para ser lido com bastante atenção devido a grande quantidade de informações.

Classificação do livro




Sobre a autora



M. C. Pereda é uma empresária do ramo químico que deixou uma carreira de sucesso no mundo científico de desenvolvimento e inovação, tendo ganho prêmios no Brasil e fora do Brasil, para seguir aquilo para o qual sabia ser o seu destino e se preparou a vida toda: escrever sua visão e experiência de vida aliando a ciência e mente científica que desenvolveu por todos estes anos, aos seus estudos de sociedades secretas e o que chama “a real história do mundo”. Esse contexto foi mesclado em seu primeiro romance que narra o encontro de um casal que colide com revelações, mistérios e perseguições que os levam a fazer incríveis descobertas, vivendo grandes aventuras, praticamente sem parada, até o final do romance. “O Sol Negro – O Retorno das Sociedades Secretas do Vril” levanta a potencial história da real sociedade Thule e Sociedade Vril, cada qual tendo surgido a partir do final da primeira guerra mundial e avançando com maior força no início da segunda grande guerra. A Sociedade Vril deu a Alemanha Nazista o culto, a religião por detrás da vestimenta de guerra, a qual levou a justificar os atos atrozes cometidos por Hitler e Himmler, principais representantes desta seita da SS alemã. No romance, na cidade de São Paulo, uma cientista atraente e jovem colide com estas seitas e acaba conhecendo um homem atraente e misterioso, o qual a introduz a essas realidades e se envolvem de forma extremamente perigosa, com a ramificação brasileira desta organização. De agora em diante a vida de Maya Angel e David Bacon nunca mais seria a mesma, levando-os a ter que impedir que a seita vril se apoderasse dos poderosos cristais que ativariam a energia vril. Uma caçada pelo mundo é promovida, onde romance, ação, suspense e muita emoção foi adicionada a uma sequência de revelações científicas, históricas e místicas, as quais temperam a trama tremendamente bem articulada. O estilo da escritora M. C. Pereda é fluido, conduzindo facilmente o leitor a ver com todas as cores as imagens narradas, capturando a atenção e levando-o a não querer parar a leitura, esperando ansiosamente pelos novos acontecimentos.

Onde Comprar:



Mais informações: